Mensagens

Mercado de Títulos

1. Distingue mercado primário de mercado secundário.
O mercado primário é uma parte do mercado de capitais onde as acções são vendidas pela primeira vez numa oferta pública. Já o mercado secundário é quando as ações que foram previamente vendidas no mercado primário voltam a ser transacionadas (isto acontece porque nem toda a gente que adquire os títulos no mercado primário fica com eles até à maturidade).
2. Compara o empréstimo obrigacionista com o aumento de capital quanto:
a) à rentabilidade dos títulos; O empréstimo obrigacionista (obrigações) garante sempre rentabilidade porque estes têm a taxa de juro que é paga independentemente de como variar o lucro da empresa. Já com o aumento de capital (ações) isto não é tão garantido porque a sua rentabilidade depende do lucro da empresa. Assim, por terem maior risco, a rentabilidade das ações tem de ser maior do que a das obrigações.
b) à possibilidade de as empresas ajustarem os pagamentos à conjuntura económica. Enquanto no aumento de cap…

Leasing, Factoring e Capital de Risco

Imagem
1. Supõe que desejas adquirir um automóvel que custa 25.000 €. Identificaste o leasing como boa opção de financiamento e desejas pagar a viatura em 5 anos. 
Determina (faz print screen) a (a) entrada inicial (Sugestão: 5.000 €), o (b) valor do aluguer mensal e o (c) valor residual (Sugestão: 500 €). 

Por mês iremos pagar 358,42€.

2. Caracteriza o leasing.
"leasing" é uma modalidade de financiamento através da qual a Caixa Leasing e Factoring (locadora) adquire um bem (móvel ou imóvel) e cede o seu uso temporariamente a uma entidade (o locatário) mediante o pagamento de uma entrada inicial e de uma renda periódica. No final do contrato o locatário pode ou não adquirir o bem mediante o pagamento de um montante pré-determinado (valor residual).

Os direitos e deveres das partes nessa cedência ficam regulados no contrato de locação financeira.
3. Refere as vantagens do leasing relativamente a outras alternativas de financiamento
As vantagens do Leasing são:
Financiamento (consumo ou i…

O financiamento da actividade económica: autofinanciamento e financiamento externo

1. Distingue capacidade de financiamento de necessidade de financiamento. 
A capacidade de financiamento é quando os consumos (empregos) são menores que o rendimento (recursos), ou seja, a poupança é positiva. A capacidade de financiamento geralmente acontece nas famílias. Já a necessidade de financiamento acontece geralmente no Estado, onde os consumos são maiores que o rendimento e a poupança é negativa (défice).

2. Distingue financiamento externo de financiamento interno ou autofinanciamento. 
Financiamento externo é o financiamento das actividades recorrendo a meios de terceiros, enquanto o autofinanciamento é a capacidade de se financiar investindo com os seus próprios recursos.

3. “Nenhum pai considera seguro emprestar dinheiro aos filhos!”
Explica como esta falta de confiança está na base do modelo de negócio dos bancos, distinguindo a taxa de juro das operações activas da taxa de juro das operações passivas. 
Esta falta de confiança está na base do modelo de negócio dos bancos por…

Rendimentos e repartição dos rendimentos - Revisões

Imagem

Rendimento disponível dos particulares - 2018

Imagem
1. Distingue rendimento pessoal de rendimento pessoal disponível.
O rendimento pessoal é o rendimento total das famílias, ou seja, os rendimentos, que uma família recebe num determinado período de tempo. O rendimento pessoal disponível é o rendimento disponível depois de serem retirados os impostos e contribuições sociais, ou seja, o rendimento que as famílias têm para gastar ou para poupar.
2. Distingue impostos directos de impostos indirectos.
Os impostos directos são os impostos sobre o rendimento e património, sendo aqueles que atingem imediatamente o sujeito. Os impostos indirectos são os impostos sobre o consumo, como o IVA. Estes não atingem directamente o sujeito.

3. Distingue as contribuições para a segurança social dos impostos.
Enquanto as contribuições para a segurança social têm uma finalidade certa (não indo para o orçamento de Estado), os impostos vão para o Estado, que consequentemente decide o que faz com ele.

4. Explica porque motivo a despesa em bens não duradouros é a …

Salário nominal vs. Salário real – 2019

Imagem
1. Distingue salário nominal de salário real.
Salário nominal é a moeda, o valor que recebemos. Salário real é aquilo que compramos com a moeda.

2. Explica como o salário real varia com o (1) aumento da salário nominal e (2) a taxa de inflação.
É necessário analisarmos a variação dos salários nominais e da taxa de inflação conjugados para podermos ver como o salário real varia, visto que a subida dos salários leva a um maior poder de compra, mas o aumento da taxa de inflação reduz o poder de compra. Assim, quando a variação do salário nominal é maior que a variação da taxa de inflação, o salário real aumenta. Quando a variação do salário nominal é igual à variação da taxa de inflação, o salário real mantém-se igual. Quando a variação do salário nominal é menor que a variação da taxa de inflação, o salário real diminui.
3. Relaciona as expressões “salário real” e “poder de compra”.
O salário real mede o poder de compra de um trabalhador expresso em bens e serviços, ou seja, o salário real …