Lei de Engel

1. Calcula o orçamento de cada uma das famílias.
NOTA: Utiliza o ficheiro do Excel, e no final posta uma imagem personalizada no blogue com a Tabela das questões 1. e 2., e o Gráfico da questão 3..





2. Determina os coeficientes orçamentais das quatro famílias para cada classe de despesa.

3. Representa graficamente as despesas percentuais das famílias nas diversas rubricas de despesa.

4. Verifica como a interpretação do quadro te conduz à Lei de Engel.
Como podemos verificar no gráfico, a família mais pobre (Alves) gasta mais com alimentação do que os restantes (50% da parte dos Alves comparativamente com 36%, 24% e 15%), verificando assim que quanto maior o rendimento, menor são os gastos com a alimentação. Contrariamente, e como podemos verificar no gráfico, quanto maior o rendimento maior são os gastos com o lazer (35% da parte da família Damásio, a mais rica, comparativamente com 28%, 22% e 4%).

5. Comenta o elevado valor das subscrições de telemóveis em Portugal relativamente a outros países.
O elevado valor de subscrições de telemóveis em Portugal mostra que os serviços de telecomunicações são subdesenvolvidos, levando as pessoas a procurar outro meio de se comunicar, encontrando a resposta nos telemóveis.

6. Comenta o elevado número de automóveis em Portugal relativamente a outros países da União Europeia. 
A mesma situação dos telemóveis verifica-se com os automóveis. A rede de transportes públicos é subdesenvolvida quando comparada com outras da UE, levando as pessoas a necessitarem de um automóvel particular para se deslocarem aqui em Portugal, o que não acontece em outros países porque a rede de transportes públicos supre todas as necessidades dos passageiros.

7. Partindo do Inquérito às Despesas das Famílias 2015/2016
7.1 Constrói um gráfico que represente os dados do quadro Q.4. Estrutura da despesa total anual média por agregado, segundo a COICOP, 2000, 2005/2006, 2010/2011 e 2015/2016. Interpreta-o.
7.2. Constrói um gráfico que represente os dados do quadro Q.5. Despesa total anual média por agregado (€) segundo a COICOP, por NUTS II, 2015/2016 (%). Interpreta-o.

8. Refere como o consumo varia com os seguintes factores extra-económicos:
a) Estrutura etária dos agregados familiares; Dentro do mesmo agregado familiar os consumos podem divergir de acordo com a faixa etária.
b) Estilos de vida (v.g. fast-food, consumos lights, desportos radicais, consumos com consciência ambiental); Dependendo do estilo de vida de cada indivíduo, estes irão consumir produtos diferentes. Um exemplo são os indivíduos que procuram viver um estilo de vida saudável. Estes irão optar por comprar produtos que agregam ao seu estilo de vida, geralmente produtos light.
c) Moda; A forma como a moda muda periodicamente leva os consumidores a gastarem dinheiro com esta regularmente.
d) Publicidade; A publicidade ajuda a influenciar os consumidores nas suas compras.
e) Cultura. A cultura de cada sítio faz com que os consumos variem de região para região.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

A Unidade do Social

A Economia como Ciência Social